Logo
Print this page

UNIÃO ENTRE SETORES

UNIÃO ENTRE SETORES

União entre setores municipais reforça educação ambiental em Itabira

Crianças de escolas locais serão alvo de uma série de ações para a preservação da natureza

 

Em uma soma de esforços, a Prefeitura de Itabira está ampliando suas ações de educação ambiental, com foco nas novas gerações. Uma iniciativa piloto tem por meta despertar o interesse de crianças à temática, desenvolver senso crítico e cidadania. Para isso foi costurado um plano de trabalho entre as secretarias de Meio Ambiente (SMMA) e Educação (SME), Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e Empresa de Desenvolvimento de Itabira (Itaurb).

Essa união foi formada assim: a SMMA chamou os parceiros e levou o programa Cidade Viva, lançado no ano passado, para o universo do programa Cultura Empreendedora, da SME, já desenvolvido nas escolas do Município com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O Saae entrou com o bem-sucedido “Protetores da Água”, e, a Itaurb, autarquia de limpeza urbana, trouxe o trabalho feito porta a porta para conscientizar a população sobre a separação do lixo.

A partir dessa associação veio o plano que, em um primeiro momento, vai envolver alunos dos 3º, 4º e 5º anos do Ensino Fundamental, de sete escolas municipais - Éster Pereira Guerra; Coronel José Batista; Marina Bragança; Matilde de Menezes; Professor Alfredo Sampaio; Manoel Tomás e Efigênia Alves.

Ao menos 1.800 estudantes serão alcançados. “Temos muita coisa boa em Itabira, muitas áreas verdes e que precisam ser preservadas. Temos de aprender a lidar com esses espaços de forma sustentável, cuidadosa”, disse Priscila Martins da Costa, secretária municipal de Meio Ambiente.

 

“Sem chatice”

  

Ação levará os estudantes para visitas guiadas à Mata do Intelecto, unidade de conservação com viveiro de mudas, orquidário e quiosques localizada na área central da cidade. Para tornar as visitas mais dinâmicas, os passeios terão atores da Companhia Itabirana de Teatro, grupo artístico tradicional e reconhecido da cidade.

Além disso, Saae e Itaurb levarão seus trabalhos para dentro das salas de aula. “Ao germinar sementes da educação ambiental nas crianças e fazer com que elas as repliquem em suas casas, no meios em que convivem, teremos bons resultados no futuro”, acredita Leonardo Ferreira Lopes, diretor-presidente do Saae.

Sebastião Onofre, diretor-presidente da Itaurb, também vê com bons olhos o trabalho conjunto. “Nós tentamos limpar a cidade, mas, percebemos que há muitas pessoas que ainda não estão em sintonia com a educação ambiental, com a separação, destinação de resíduos e coleta seletiva. Levar o tema para a educação básica é fundamental para formarmos cidadãos mais conscientes”, pontuou.

 

“Atrai investimentos”

 

  

O Cultura Empreendedora, ponto de partida do trabalho formado pela SMMA, SME, Saae e Itaurb, atua com o estímulo de competências de crianças e adolescentes para o empreendedorismo. O programa é trabalhado nas 30 instituições municipais.

No entendimento de José Gonçalves, secretário municipal de Educação, educação ambiental também gera desenvolvimento à cidade. “Uma cidade limpa e sustentável também atrai investimentos. São pessoas querendo morar aqui, investir aqui”, ressaltou.

 

Evento

A ação conjunta foi lançada nessa quinta-feira (28/2), no auditório da Mata do Intelecto, estrutura que abriga a SMMA. Houve discursos de autoridades, intervenções artísticas da Companhia Itabirana de Teatro, apresentações de trabalhos por crianças das escolas Antonina Moreira e Didi Andrade, e painel com apresentações de projetos das secretarias e autarquias envolvidas.

Participante do evento, Pietro Henrique Silva Franklin comentou o entendimento que tem, aos 13 anos, da importância da iniciativa. “Eu acho que é importante (a educação ambiental) porque o planeta está perdendo água, o clima está mais quente e precisamos pensar em sustentabilidade”. Pietro cursa o oitavo ano do Ensino Fundamental na Escola Municipal Antonina Moreira.